Top Social

Review | Buffy - The Vampire Slayer: 1ª Temporada

terça-feira, 7 de julho de 2015

É sempre interessante acompanhar uma série que foi lançada anos atrás. Observar as referências a cultura pop da época: gírias, programas de TV, músicas, moda, etc. Tudo que naquele momento ajudaria a ficção a se aproximar da realidade do espectador e cativá-lo de imediato. Hoje, quase 20 anos depois do ano de seu lançamento, Buffy ainda mantém graça o suficiente e acerta na hora de formar um canal através da tela.

É claro que, ao se tratar de uma produção de 1997, a qualidade visual não é a mesma com a qual estamos acostumados. Você não verá grandes efeitos especiais, maquiagem impecável ou até mesmo cenários que pareçam reais. Mas, no fim do dia, essa é a graça, pois a série consegue chamar atenção com pouco mais do que caninos afiados. 

Os vampiros são retratados de forma clássica: caçadores, sedentos por sangue, liderados por um mestre, fracos a luz do dia e indefesos ao toque de uma estaca ou crucifixo. Cabe então a Buffy Summers derrotar tais ameaças. Porém Buffy é uma adolescente de 16 anos que, além de estar constantemente na mira dos vampiros, tenta viver uma vida normal em sua nova cidade. 

"Começar uma vida nova" é o lema de Buffy no início da temporada. Ela faz amigos - com a facilidade que apenas séries antigas proporcionam - e frequenta o ensino médio. Mas Sunnydale não é exatamente um vale ensolarado; a cidade se encontra no centro de uma convergência mística que atrai as mais diversas criaturas demoníacas, sedentas por novas vítimas. E quem salvará o dia? Exatamente. 

Entramos agora numa questão delicada. Criaturas demoníacas é um termo abrangente, ou seja, os tipos mais variados de demônios aparecem em Sunnydale todos os dias. O resultado lógico é: um monstro por episódio. Em parte é exaustivo e frustrante ter consciência de que existe uma trama interessante acontecendo nos bastidores enquanto uma professora inseto ou um boneco de ventríloquo atacam novamente. Alguns episódios pecam e perdem credibilidade, fazendo com que somente os personagens se sobressaiam.


Xander e Willow são ótimos, não importa a situação, e existe uma espécie de romance inocente acontecendo entre os dois (mesmo que involuntariamente), o que torna tudo mais interessante - quem não gosta de uma boa amizade que em breve se tornará algo mais? Gilles é convincente, o tipo certo de tutor. E Angel... O doce vampiro vegetariano que se apaixona por Buffy e aparece na hora certa para salvá-la do perigo iminente.

Tudo a respeito da série, inclusive sua protagonista durona que é capaz de combater vampiros sem descer do salto, é cativante e empolgante. E, após dar início a segunda temporada, é perceptível uma melhora na qualidade da trama. O que significa que este clássico sobrenatural da televisão americana voltado para o público adolescente permanecerá na minha grade de séries por um bom tempo.

7 comentários on "Review | Buffy - The Vampire Slayer: 1ª Temporada "
  1. Oi Fernanda...
    Eu nunca consigo acompanhar séries. E acho que está não conseguiria ainda mais com vampiros que não sou muito chegada.
    Mas é uma ótima dica para quem gosta.

    livrosvamosdevoralos.bogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar dessa serie acredita, mas fiquei bastante curiosa com sua resenha, vou pesquisar mais sobre ela e tentar assistir pra ver se gosto.

    ResponderExcluir
  3. Olha sempre ouvi falar muito bem dessa série, mas nunca tive a oportunidade de assistir. Já vi alguns pedaços cortados durante alguns dias, mas nunca tive muito interesse de acompanhar, porque eu nunca vou pra frente com uma série. E olha que tem série de BOX que eu até tenho aqui e que nem terminei ainda de assistir =x Mas mesmo assim acho interessante algumas que valem até a pena assistir. Espero ainda poder ver esse.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/07/resenha-lagoena-o-portal-dos-desejos.html

    ResponderExcluir
  4. Olá... Fernanda, tudo bem??
    Eu amei essa série... assisti todas as temporadas... como não amar... na época eu curtia pra caramba e queria muito fazer parte da vida dela... e o Angel? Quem não queria aquele vampiro lindo de morrer, mas lendo o seu post me senti uma velha kkkkk 20 anos?? Nossa muito tempo... adorei saber que está curtindo xero!

    ResponderExcluir
  5. Fernanda, quem não gostava de Buffy, Angel e tinha curiosidade com Arquivo X? Os mais jovens é que estão mal acostumados com a tecnologia de hoje, na época isso era a qualidade. Quando for ver as serieis de hoje daqui a 10 anos vamos ter a mesma sensação. A minha noiva é grande fã da série e também dos livros, mas são bem difíceis de encontrar. Já viu algum por aí?

    Saudações,
    Ace Barros
    Capitão do drakkar Interlúdio, navegando pelo Multiverso X
    multiversox.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Fê, tudo bom?
    Acredita que nunca havia ouvido falar de Buffy? Mas também gosto desses filmes clássicos/antigos, pois naquele tempo não havia toda essa tecnologia e mesmo assim eles faziam verdadeiras obras de arte. Beijo!
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  7. Dei um tempo nas séries por um período, estava assistindo várias e misturando tudo, espero nas minhas férias, poder voltar assistir alguma. Acredita que não conhecia essa série? Mas fiquei bem curioso, mesmo se tratando de vampiros e essas coisas sobrenaturais.

    Beijos!

    ResponderExcluir